Mergulhar fundo e parecer se afogar, às vezes é a única maneira de se sentir vivo!!!

O despertar da consciência inicia com a insatisfação, de onde se está, de quem se é e do que se vê. E este mergulho é incerto, escuro e sufocante no começo. Não se sabe ao certo o que fazer, por onde começar, só se sabe que há algo a ser feito para saciar essa inquietação. O mergulho no autoconhecimento é um bom ponto de partida para trilhar um caminho para uma vida abundante e com infinitas possibilidades.

O processo é contínuo e desafiador, mas extremamente recompensador. Se você está passando por essa virada de chave, não desista, por mais assustador que possa parecer no início.

Quando sentimos que chegou a hora, se permitir, se entregar e confiar faz parte do processo. E com isso iniciamos um mergulho em nós mesmos, com o objetivo de nos percebermos.

Existe dentro de cada um de nós, possibilidades infinitas a serem exploradas e expandidas. Todos nós, sem exceção, queremos algo que nos complete de verdade, uma luz que ilumine nosso caminho e que, assim, possamos sentir dentro de nós a potência de ter uma vida de plenitude, conexão e equilíbrio.

Vamos mergulhar?

Tecelãs